Piracicaba inicia campanha de vacinação contra gripe na segunda-feira (17)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Começa na segunda-feira, 17, nos postos de saúde da Atenção Básica de Piracicaba, a vacinação dos idosos (pessoas com 60 anos ou mais) contra a gripe. Poderão receber a dose também trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados. Neste dia, às 14h, no Lar Betel, será feito o lançamento oficial da campanha. Estarão presentes o secretário de Saúde, dr. Pedro Mello, e profissionais da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, que irão monitorar toda a campanha. Uma equipe de saúde também estará presente para vacinar os idosos da unidade.

Este ano, a Divisão de Imunização do Centro de Vigilância Epidemiológica de São Paulo (CVE) dividiu a agenda em etapas para facilitar o atendimento de todos os grupos que terão direito à cobertura. A novidade deste ano é a inclusão dos professores das escolas públicas e privadas. Por isso, a agenda será em cinco fases, sendo que a primeira, iniciou no dia 10/04, envolve os trabalhadores de saúde dos hospitais.

Somente no dia 24 de abril, na etapa 3, começam a ser atendidas gestantes, puérperas e crianças a partir de 6 meses e menores de 5 anos de idade. Pessoas com alguma comorbidade, como diabetes, problemas cardíacos, respiratórios, entre outros, poderão procurar os postos a partir de 2 de maio, durante a etapa 4. Mantém-se a necessidade de prescrição médica especificando o motivo/comorbidade da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação.

Os professores integram o último grupo prioritário (etapa 5), com vacinação disponível a partir do dia 8 de maio. A vacinação dos grupos, já citados anteriormente, continua ao longo da campanha.

VACINAÇÃO NA ZONA RURAL E URBANA – A vacinação na zona rural do município acontecerá no dia 6 de maio, com a abertura de 05 postos fixos de vacinação (unidades de saúde na zona rural) e 12 equipes volantes, que percorrerão diversos pontos da zona rural do município.

O dia “D” da campanha de vacinação acontecerá no dia 13 de maio, sábado. Nesta data, todas as pessoas pertencentes aos grupos prioritários para vacinação, que ainda não receberam a dose, poderão ser vacinadas. A meta do Ministério da Saúde em 2017 é vacinar 90% do público-alvo, composto, em Piracicaba, por 84.683 pessoas. Ou seja, precisam ser vacinadas 76.215 pessoas. Vale destacar que a vacinação é gratuita e altamente eficaz no combate à gripe.

Para facilitar o atendimento, é necessário que as pessoas levem documentos comprovando idade, para aqueles com 60 anos ou mais. No caso das crianças, é importante a carteirinha de vacinação. O mesmo acontece com as puérperas, que serão vacinadas até 45 dias após o parto. As pessoas com alguma comorbidade precisam apresentar o parecer médico atestando sua condição de saúde. Professores e profissionais de saúde também precisam comprovar suas atividades.

.

Cronograma da vacinação contra a gripe – 2017
Etapa 1 a partir do dia 10 de abril de 2017: os trabalhadores de saúde dos hospitais
Etapa 2 a partir do dia 17 de abril: os trabalhadores  de saúde dos serviços públicos e privados e as pessoas com 60 anos ou mais
Etapa 3 a partir do dia 24 de abril: gestantes, puérperas, crianças (6 meses e < de 5 anos anos de idade) e indígenas
Etapa 4 a partir do 2 de maio: comorbidades
Etapa 5 a partir do dia 8 de maio: professores e todos os outros grupos anteriores
Dia D Dia 13 de maio, sábado, para todos dos grupos prioritários ainda não vacinados

.

QUANDO A MORTE É EVITÁVEL – De acordo com o secretário de Saúde, dr. Pedro Mello, é fundamental que as pessoas se protejam, porque só assim será possível evitar que ocorram mortes por causa da gripe. “A morte é evitável com a vacina. E a população precisa estar consciente disso. As pessoas pertencentes aos grupos com indicação para receberem a vacina, precisam se vacinar. Esses segmentos estão também mais susceptíveis às síndromes respiratórias”, enfatizou.

Em 2016, foram registradas 2.220 mortes por Influenza A (H1N1) no país. Em Piracicaba, 12 casos evoluíram para óbito, sendo 11 por A (H1N1) e 1 por A H3. Em 2017, já foram registrados 276 casos e 48 mortes no Brasil. Na cidade ainda não há caso confirmado.

Dos casos confirmados em Piracicaba, 7 contavam com fatores de risco, sendo que os outros 5, não. Desses 5 casos, dois tinham mais de 60 anos (entre 70 e 79 anos), reforçando a necessidade de os grupos com indicação serem vacinados. Segundo Pedro Mello, os outros 25% que estão fora dos grupos de cobertura evidenciam a importância da universalização da vacina por parte do Ministério da Saúde. “Todas as pessoas deveriam ter esse direito”, enfatizou.

Sendo assim, sua sugestão é que as pessoas que não fazem parte dos grupos prioritários e tenham condições de pagar pela vacina, que procurem seus planos de saúde e se protejam. E aqueles que têm direito à vacinação pelo sistema público, que não deixem de se vacinar. Só assim teremos maior garantia de que o número de mortes por gripe em Piracicaba este ano seja menor do que no ano passado”, disse.

.

GRUPOS QUE SERÃO VACINADOS PELA REDE PÚBLICA:

1. Crianças de seis meses a menores de cinco anos

2. Gestantes

3. Puérperas

4. Trabalhador de saúde, públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade

5. Povos indígenas

6. Indivíduos com 60 anos ou mais de idade

7. Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional

8. Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independente da idade (conforme indicação do Ministério da Saúde – MS, em conjunto com sociedades científicas)

Por | 13/04/2017|

Chocolate pode trazer sérios riscos para a saúde dos cães, explica veterinária

A Páscoa é uma das comemorações mais esperadas do ano, pois tem como ingrediente principal o chocolate, item que agrada crianças e adultos, mas que apesar de ser inofensivo para os humanos, pode trazer sérios riscos para a saúde dos cães.

O chocolate chama a atenção dos animais por ser palatável. Porém, o consumo do item pode causar intoxicação e até mesmo a morte dependendo da quantidade ingerida.  “O chocolate possui em sua composição a teobromina e a metabolização dessa substância no organismo dos cães é diferente (mais lenta) o que a tornam perigosa”. Em grandes quantidades, a teobromina causará arritmias cardíacas, excitação, vômito, diarreia e náuseas”, explica a Médica Veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva, Priscila Brabec.

Na Páscoa, o risco de intoxicação aumenta, pois o estoque de chocolate nas casas costuma ser maior, o que facilita o acesso do cão ao item, seja por conta de uma migalha encontrada no chão, ou até mesmo por um pedaço oferecido pelo tutor. Porém, a intoxicação pode ocorrer mesmo que o animal consuma pequenas porções de chocolate. “A quantidade tóxica não precisa ser ingerida de uma única vez, pois a teobromina pode permanecer no organismo por até 6 dias. Por isso, o cão pode se intoxicar mesmo que consuma pequenas quantidades diárias”, comenta Priscila.

O tamanho do cão também influência, geralmente a intoxicação é mais comum em cães de pequeno porte. Além disso, filhotes e animais jovens também costumam ser mais afetados, pois sua curiosidade natural faz com que a busca por alimentos diferentes seja maior. Por isso, criar uma rotina e estabelecer hábitos corretos para a alimentação do cão é importante para evitar esse comportamento.

Para os tutores que desejam agradar os cães na data, o ideal é que sejam oferecidos snacks e alimentos indicados para cães e sempre consultar um médico veterinário. “É importante sempre buscar orientação do médico veterinário sobre os alimentos que podem ser indicados para os cães”, finaliza Priscila.

 

Por | 10/04/2017|

Saiba quem deve e onde se vacinar contra a febre amarela em Piracicaba

Foto: Divulgação

Piracicaba está fora das áreas endêmicas, com indicação para vacina da febre amarela. Ou seja, não há a necessidade da vacinação para os moradores das áreas urbanas. Além de que, por se tratar de uma vacina com vírus vivos, que tem suas contraindicações e reações adversas, não está disponível indiscriminadamente.

Respeitadas essas observações, a vacina está sendo disponibilizada no município, porém há algumas condições e é necessária a apresentação do número da matrícula do SUS ou comprovante de residência.

As regras e as recomendações são:

Morar em área rural de Piracicaba
Neste caso, a pessoa deve procurar a unidade de saúde do bairro em que mora.

Para quem vai com frequência a áreas rurais
Já neste outro caso, o paciente do SUS deve procurar a unidade de saúde mais próxima, onde está disponível a vacina. Confira os detalhes na tabela no final desta reportagem.

Para quem vai viajar para regiões endêmicas
Nesta última situação, a pessoa deve seguir a mesma recomendação que a anterior.

É importante ressaltar que moradores de outras cidades precisam procurar as unidades de saúde de seus municípios.

Segue lista de postos em que a vacina contra febre amarela está disponível:

Por | 05/04/2017|

Nova regra prevê multa de até R$ 500 mil a empresa com irregularidade sanitária

Foto: UOL

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse ontem (28) que a atualização do Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (Riispoa) torna as regras mais claras e tira a “discricionariedade” dos fiscais na interpretação da lei. O novo regulamento prevê a possibilidade de multa de até R$ 500 mil para as empresas com irregularidades, antes o valor máximo era R$ 15 mil, e substitui a norma anterior, em vigor desde 1952.

O Riispoa engloba a inspeção de todos os tipos de carnes (bovina, suína e de aves), leite, pescado, ovos e mel. “Estamos procurando deixar claro que a lei deve ser seguida e a lei está muito clara. Fica tudo mais previsível, transparente e que as pessoas possam olhar e entender o que está escrito”, disse Maggi.

O ministro negou que a assinatura do decreto de atualização do Riispoa tenha sido acelerada como forma de dar uma resposta ao mercado em virtude do impacto negativo da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal. “Nenhum dos itens foi colocado agora ou surgiram neste momento. Tudo estava previsto. É um assunto que vem de algum tempo, com centenas de pessoas envolvidas. Construímos um regulamento que reflete a década, o ano de 2017, e não 65 anos atrás, quando ele foi construído”.

Entre as mudanças do novo regulamento, está a redefinição das sanções com penalidades, que vão de leve, moderada, grave até gravíssima. Nos casos graves e gravíssimos, poderá ser feita a interdição do estabelecimento e a cassação do registro de funcionamento. Com isso, disse o ministro, a empresa não poderá mais atuar no mercado.

“Acho importante deixar claro o endurecimento que vamos ter. Três penalidade significam perder o SIF [Serviço de Inspeção Federal], ou seja, perder a empresa. Ele não perde o bem, mas perde atuação econômica. Uma penalidade dessa vai fazer com que todos nós da indústria tenhamos um pensamento diferente”, disse Maggi.

Além disso, o novo regulamento estabelece a obrigatoriedade da renovação da rotulagem dos produtos de origem animal a cada dez anos e determina sete tipos de carimbos do Serviço de Inspeção Federal (SIF).

.

MENOS ARTIGOS – Com a atualização, o regulamento passa a ter 542 artigos, quase a metade dos 952 artigos da norma editada em 29 de março de 1952 e que estava em vigor.

Pela nova regra, a inspeção deverá ser baseada “em conceitos mais modernos”, como também será possível a utilização de ferramentas de controle de qualidade de produtos mais atualizadas, como a Análise de Risco e Pontos Críticos de Controle – APPCC (a mesma ferramenta utilizada pela NASA para controlar a inocuidade dos alimentos dos astronautas em missões espaciais).

O Riispoa atualizado estabelece quando e em que tipo de estabelecimento será instalada – em caráter permanente – a inspeção de produtos de origem animal. A nova regra traz ainda novos conceitos de inspeção ante mortem e post mortem. Simplifica, racionaliza e moderniza o processo de avaliação das rotulagens dos produtos de origem animal, possibilitando a informatização no envio de informações sobre rotulagem de produtos, agilizando as respostas do Ministério da Agricultura.

A nova norma redefine os modelos dos carimbos na tentativa de facilitar o entendimento das marcas para o consumidor. De acordo com o Ministério da Agricultura, atualmente existem 18 diferentes modelos de carimbos regulamentados e o novo Riispoa reduz esse número para sete modelos.

Por | 29/03/2017|

Blitz da Saúde Drogal gratuita orienta sobre controle do peso em Piracicaba

Foto: Divulgação

A obesidade está aumentando no Brasil, com sequelas em todas as faixas etárias. Entre os problemas causados no organismo estão a hipertensão, doença cardíaca, sono irregular e até depressão. Por isso, para ajudar quem precisa ficar em dia com a balança, a Rede Drogal promoverá a Blitz da Saúde gratuita em cinco filiais de Piracicaba, na próxima sexta-feira (31/3 – Dia da Saúde e Nutrição) e em 6 de abril (Dia Mundial da Atividade Física), das 9h às 12h.

Aberta ao público, a Blitz da Saúde Drogal realizará avaliação das medidas antropométricas (verificação do peso corporal, de altura e circunferência abdominal), cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC) e da gordura corporal, além de orientações sobre redução de peso e outras atividades que ajudam na prevenção. Para completar, a recepção contará com um delicioso café da manhã light.

A blitz acontecerá no espaço do Momento Saúde de cada unidade, uma sala exclusiva implantada para o cuidado preventivo e acompanhamento do controle de peso, hipertensão, diabetes, colesterol e do tabagismo. As filiais participantes são: Drogal Vila Sônia (R. Nilo Peçanha, 654 – Santa Teresinha), Drogal Santa Casa (Av. Independência, 1.032 – Bairro Alto), Drogal Mega Store 24h (Av. Independência, 2759 –  Bairro Alto), Drogal Piracicamirim (Av. Dois Córregos, 641 – Piracicamirim) e Drogal Governador (R. Gov. Pedro de Toledo, 926 – Centro).

De acordo com recente relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) “Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e Caribe”, a obesidade já atinge 20% das pessoas adultas brasileiras, sendo que mais da metade da população está com sobrepeso.

Os índices apontam para a necessidade da alimentação saudável e da prática de exercícios. Além dos adultos, outra faixa etária preocupante é a infantil. Estima-se que 7,3% das crianças menores de cinco anos estão acima do peso, sendo as meninas as mais afetadas (7,7%). “Desde a implantação do Momento Saúde, em 2016, observamos o aumento de clientes preocupados com o controle do peso. Por este motivo estamos reforçando a atenção em parceria com a Abrafarma (Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias), que pretende sincronizar esta ação em todo o Brasil”, explica Alex Camargo, coordenador de Marketing da Rede Drogal.

Por | 29/03/2017|

Depois de quase um ano, Raio-X da Vila Cristina, em Piracicaba, será consertado

Foto: Junior Cardoso / PIRANOT

O prefeito de Piracicaba Barjas Negri assinou nesta quarta-feira (22) contrato com a empresa Tecno Design para a reforma do Raio-X principal da Upa Vila Cristina. Será trocado o conjunto gerador do equipamento ao custo de R$ 33 mil. O serviço deve ser concluído em até 20 dias. Pelo valor estimado em edital, de R$ 35.333,00, com o pregão presencial houve economia de R$ 2.333,00 aos cofres públicos.

De acordo com representantes da empresa, que esteve na abertura dos envelopes ao final do pregão, existe a possibilidade de o prazo estabelecido para o conserto ser encurtado em 10 dias. Sendo assim, na primeira semana de abril o Raio-X estará novamente funcionando, depois de quase um ano paralisado e uma longa discussão jurídica entre a Procuradoria-Geral do Município com a empresa Sawae Tecnologia Ltda, que forneceu o equipamento à prefeitura.

Ao receber o contrato, o prefeito Barjas Negri foi rápido no encaminhamento da documentação para que o conserto seja iniciado com urgência. “A UPA Vila Cristina não pode mais ficar sem esse equipamento de extrema importância para o seu bom funcionamento. Esperamos que ele volte a operar no início do próximo mês e, assim, a população da região Oeste da cidade possa contar novamente com esse serviço, sem ter que se deslocar para outras unidades de saúde”, enfatizou.

O secretário de Saúde, Pedro Mello, disse que a empresa já está sendo comunicada para que o serviço seja acelerado. “Temos de superar essa etapa e demonstrar à população atendida pela UPA Vila Cristina que estamos trabalhando para a melhoria contínua do sistema público de saúde, apesar da burocracia, que muitas vezes dificulta ações que deveriam ser menos morosas”, explicou.

HISTÓRICO – O Raio-X da UPA Vila Cristina quebrou aproximadamente em abril de 2016. Em agosto foi aberto processo administrativo, logo após um período de negociação direta com a empresa, para que fosse feito o conserto, uma vez que a máquina estava na garantia. Mas a empresa não assumiu a responsabilidade. Tanto é que foi punida com multa correspondente a 10% do valor do equipamento.

Avaliação técnica da máquina quebrada, realizada por um engenheiro, detectou que o problema apresentado era de responsabilidade da empresa, que tinha por obrigação em contrato consertá-la. Por isso, foi reaberto o prazo de garantia previsto no edital e a empresa teve 10 dias, após a notificação, para fazer o conserto, sob risco de reincidência da multa. Mas não o fez.

Por não ter consertado o equipamento na garantia, a empresa poderá ser obrigada ainda a devolver o valor integral que a prefeitura pagou pela máquina. Outra providência que a Secretaria de Saúde tomou foi abrir licitação para comprar a peça que apresentou defeito e consertar por conta própria. O que levou à necessidade da aquisição do conjunto gerador.

.

MOROSIDADE – Por que foi um processo tão moroso, que demorou 8 meses? Porque a prefeitura tem de seguir as leis, sob risco de o processo ser considerado nulo. Em primeiro lugar, quando a máquina quebrou e a empresa se negou a consertá-la, descumprindo o contrato, foi aberto o processo administrativo, que é uma exigência legal. Depois ela foi notificada e teve todos os prazos previstos para defesa.

Encerrada as etapas da defesa, como foi apurado no processo administrativo que ela era responsável pelo conserto, houve a punição. Agora, a prefeitura está consertando a máquina por conta própria.

.

RAIO-X PORTÁTIL – O fato de o UPA Vila Cristina ter ficado sem o Raio-X principal, não significa que ficou sem o serviço. A unidade tinha um raio-X portátil, com capacidade para resolver grande parte dos problemas. Os casos que não podem ser resolvidos na unidade, a Saúde conta com sistema de transporte dos pacientes para as unidades com o aparelho fixo. Ou seja, nenhum paciente fica sem ser atendido.

Por | 23/03/2017|

Secretário de Saúde de Piracicaba pede emendas parlamentares a deputado federal

Foto: Divulgação

O deputado federal Antonio Carlos Mendes Thame (PV) recebeu o secretário municipal Pedro Mello, que solicitou emendas parlamentares para a Saúde, Esportes, Lazer e Atividades Motoras. Também pediu apoio do parlamentar para agilizar pendências junto ao Governo Federal. A reunião, no escritório de Piracicaba, foi acompanhada pela vereadora Nancy Thame (PSDB)

“O secretário nos relatou as dificuldades enfrentadas no município em função da crise e queda de recursos e vamos nos empenhar para auxiliar no que for possível”, afirma Mendes Thame.

Pedro Mello relatou a necessidade de aumentar o teto do município para ampliar a prestação de serviços de média e alta complexidade no SUS local, que é referência para cidades da região. Recurso financeiro adicional do Ministério da Saúde de fundamental importância para que a prefeitura possa pagar também sua dívida com o Hospital dos Fornecedores de Cana e Santa Casa de Piracicaba, decorrente do estouro do limite do teto em 2015 e 2016.

“Essa dívida é de aproximadamente R$ 13,5 milhões, fruto do atendimento prestado por Piracicaba aos usuários SUS das cidades da região acima do que estabelece a Programação Pactuada e Integrada (PPI). Sem a atualização do teto municipal, portanto, não teremos como dar a devida atenção a esses municípios, que ficariam em parte desassistidos em atendimentos de média e alta complexidade, para os quais Piracicaba é referência”, explicou o secretário.

Pedro Mello solicitou empenho do deputado para que seja feito o repasse de recursos dos projetos Vida Saudável, para implantação de 10 núcleos de atendimento para a terceira idade, e Luta pela Cidadania, para dois núcleos marciais. Os projetos já foram aprovados junto ao Ministério do Esporte, mas os recursos financeiros não chegaram ao município.

Mendes Thame se comprometeu também a apresentar emenda parlamentar contemplando o montante para a construção e custeio de uma USF em área rural da cidade, entre outros projetos. Disse ainda que vai agendar uma reunião com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, para tratar do teto municipal, e vai se inteirar do que está acontecendo com os recursos do Esporte.

Ciente do esforço do município para oferecer atendimento aos cidadãos, Mendes Thame faz questão de priorizar emendas na área da saúde. No início do ano, emendas do parlamentar garantiram R$ 1,5 milhão à saúde pública de Piracicaba. Ao município, foram repassados, via Ministério da Saúde, R$ 500 mil. A Santa Casa de Misericórdia de Piracicaba e o Hospital dos Fornecedores de Cana da Piracicaba receberam R$ 500 mil cada.

Por | 22/03/2017|

Temer cria força tarefa para investigar frigorífigos alvos da Carne Fraca

Na abertura da reunião com cerca de 40 representantes de países importadores de carne brasileira, o presidente Michel Temer anunciou hoje (19) maior rigor na fiscalização dos frigoríficos do país. Temer ressaltou que problemas descobertos pela Operação Carne Fraca são pontuais, que a carne produzida e exportada pelo país é de qualidade e que o governo determinou celeridade nas auditorias que serão feitas nos estabelecimentos envolvidos no esquema criminoso.

“Quero fazer um comunicado de que decidimos acelerar o processo de auditoria nos estabelecimentos citados na investigação da Polícia Federal. Na verdade, são 21 unidades, no total, três dessas unidades foram suspensas e todas as 21 serão colocada sob regime especial de fiscalização a ser conduzida por força tarefa do Ministério da Agricultura”, anunciou Temer.

Para o presidente, as empresas flagradas no esquema de “maquiagem” de carne estragada é um “mínimo” diante do total de plantas frigoríficas do país. “É importante sublinhar que dos 11 mil funcionário do Ministério da Agricultura, apenas 33 estão sendo investigados e das 4.837 unidades sujeitas a inspeção federal, delas, apenas 21 estão supostamente envolvidas em irregularidades. Fazemos essa comunicação para que os senhores, acompanhando o que estamos fazendo a partir de ontem, possam lançar esse comunicado aos seus países, governantes para tranquiliza-los no tocante ao noticiário que se deu nesses últimos dias”, disse aos representantes de países importadores de carne brasileira.

Temer considerou o assunto como urgente e, para atestar a confiança no produto brasileira, o presidente convidou os diplomatas para uma churrascaria. “Queremos convidar a todos para, quando saímos daqui, quem puder aceitar, vamos todos a uma churrascaria para comer a carne brasileira”, disse o presidente.

Por | 19/03/2017|

Pavão reassume Provedoria da Santa Casa de Piracicaba

Diversos equipamentos de ponta foram adquiridos promovendo o avanço tecnológico da Instituição – Foto: Divulgação

O advogado João Orlando Pavão foi reeleito provedor da Santa Casa de Piracicaba para liderar a Instituição pelos próximos três anos.  Mesário da Instituição no período de 1996 a 1999 e provedor de 1999 a 2011, ele encabeçou a chapa única composta também por um vice-provedor, quatro diretores, seis mesários e seis suplentes, além dos dez integrantes do Conselho Consultivo da Instituição.  A eleição se deu por aclamação, durante sessão extraordinária realizada na noite da última sexta-feira, 17, nas dependências da Irmandade.

A composição da nova Mesa Diretora teve poucas alterações. “A maioria aceitou permanecer e assumir o desafio de determinar os rumos de uma instituição de saúde imprescindível à manutenção da rede pública de saúde”, disse o provedor, lembrando que a rigidez orçamentária das filantrópicas não permite erros, o que, segundo ele, faz com que as decisões partam sempre de um colegiado. “Ponderamos todos os aspectos de uma questão, analisando seus impactos diretos aos pacientes, à comunidade hospitalar e ao equilíbrio financeiro da Instituição”, disse.

Em seu discurso de posse, Pavão exaltou e agradeceu o apoio que tem recebido dos demais componentes da Mesa Diretora e Administrativa  e do corpo de médicos e funcionários, a quem ele creditou o mérito pela excelência dos serviços prestados pela Instituição. “São eles os responsáveis por garantir à Santa Casa a prerrogativa de oferecer com exclusividade alguns serviços de alta complexidade, consolidando a característica de hospital de referência regional para 25 cidades”, afirmou.

Ao justificar sua determinação em prosseguir à frente de uma instituição filantrópica sem fins lucrativos que há 162 anos tem como missão garantir atendimento, sobretudo, aos mais carentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS), Pavão mostrou-se comprometido com valores que exaltam a amizade, o amor ao próximo e o respeito às leis. “O sistema público de saúde do país tem exposto suas fragilidades e, como cidadãos, temos obrigação de contribuir com ações que minimizem as diferenças e projetem mais qualidade de vida, principalmente, aos mais necessitados”, disse.

Durante a gestão de Zampieri, a Santa Casa adquiriu 14 novas máquinas para a Hemodiálise e instaurou novo sistema de tratamento de água – Foto: Divulgação

 

TECNOLOGIA E HUMANIZAÇÃO MARCAM A GESTÃO DE ZAMPIERI – Antes da posse oficial, Pavão acompanhou a apresentação feita para elencar as principais ações empreendidas pela Mesa Diretora durante a gestão de Adilson Zampieri, de 2011 a 2017. Em 2011, ele destacou a reforma da recepção do Hospital Santa Isabel, implantação do Centro de Cirurgias Plásticas, ampliação da Unidade Respiratória, reestruturação física da Farmácia Central, da Maternidade, do Centro Obstétrico e do setor de Pronto Atendimento, além da modernização do parque tecnológico com a aquisição de equipamento de radioteparia e dez novas máquinas para a Unidade de Hemodiálise.

O ano foi marcado também pelo lançamento da Campanha Adote Um Quarto do SUS e Faça a Diferença, para reestruturação dos 72 quartos que o Hospital destina ao atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Na gestão de Zampieri, o Hospital inaugurou, em 2012, a Unidade Coronariana (UCO) com o credenciamento de 6 leitos SUS e 4 convênios – Foto: Divulgação

Em 2012 destaque para a inauguração da Unidade Coronariana (UCO), implantação de nova sede para o EMCOR – Departamento de Emergências do Coração, aquisição de equipamentos de tomografia computadorizada, ressonância magnética e microscópio para neurocirurgia e inauguração de área de descanso para os funcionários.

Em 2013, a Instituição inaugura  novo prédio para o Departamento de Urologia Clínica, reestrutura o Instituto de Imagenologia e a Central de Esterilização de Materiais, adquire quatro novas máquinas de hemodiálise,  reforma salas do centro cirúrgico, constrói novo espaço para a farmácia satélite da Unidade A, cria mais uma UTI com 12 leitos e  dá inicio à construção da nova sede para o Santa Casa Saúde.

Ao encerrar sua primeira gestão, em março de 2014, Zampieri destacou a implantação de novo sistema de climatização do centro cirúrgico e da lavanderia hospitalar, implantação de nova sede para a Caixa Beneficente dos funcionários, conclusão da troca de piso de toda a área externa do Hospital, instalação de Sala para Coleta de Leite Humano, inauguração da sala de anestesiologia, aquisição de equipamento para radiocirurgia e inauguração do Ambulatório Médico do Santa Casa Saúde.

Em 2015, destaque para a aquisição de aparelho de ultrassom 3D e 4D e equipamento de ressonância magnética, ampliação de dois leitos semi-intensivos para a UTI Neonatal,

reforma da recepção da Maternidade com implantação de Sala Vip, reforma do piso do Centro Cirúrgico e reforma da Copa da Unidade A.

 Em 2016, a Santa Casa inaugurou novo espaço para o Instituto de Radiologia e instalou novo sistema de tratamento de água na Unidade de Hemodiálise. Foi o ano em que a Instituição conquistou o título de hospital de referência no tratamento do AVC.

Em março de 2017, Zampieri encerrou sua gestão promovendo café da manhã para prestação de contas da campanha Adote Um Quarto SUS e Faça a Diferença, iniciativa que resultou na adoção de 37 dos 72 quartos que a instituição disponibiliza para internações pelo SUS. Outra ação de impacto foi o início do processo de conclusão de novo prédio para o Santa Casa Saúde.

Com relação a números, a gestão de Zampieri registrou 268.232 atendimentos em 2011, quando a Santa Casa tinha 1.386 funcionários e 266 médicos. Em 2016, foram 320.695 atendimentos realizados por uma equipe de 1.651 funcionários e 377 médicos. Nos seis anos de sua gestão, de 2011 a 2017, a Santa Casa registrou 1.821.289 atendimentos, 1.057.222 deles pelo SUS.

“Foram várias as ações, mas temos consciência de que sempre haverá muito por fazer”, disseram Pavão e Zampieri, mostrando-se convictos de que um dos grandes desafios de uma instituição de saúde com a importância da Santa Casa consiste, justamente, em manter-se atualizada tecnologicamente e comprometida com iniciativas que levem a uma assistência cada vez mais humanizada. “Neste aspecto, importante destacar os constantes investimentos voltados à capacitação profissional das equipes multiprofissionais do Hospital”, disse.

.

VERBAS PARLAMENTARES E DOAÇÕES DIRECIONADAS AO HOSPITAL – A gestão de Adilson Zampieri foi marcada também pelo apoio de parlamentares para o direcionamento de verbas à Santa Casa. Em 2011, a Irmandade recebeu R$400 mil por meio de emenda parlamentar do então deputado estadual pastor Dilmo dos Santos, possibilitando a aquisição capinógrafos para monitoramento de pacientes em UTI, termo desinfetadora, instrumentos cirúrgicos e medicamentos.

A Instituição recebeu também o apoio financeiro do deputado estadual Roberto Morais em 2013 que, por meio de duas emendas parlamentares no valor total de R$1.150.000,00, permitiu a aquisição de  dez camas elétricas, uma cama para obeso, uma central de monitoramento, sete 7 respiradores pulmonares, um  respirador de transporte, seis monitores multiparâmetros, um cardioversor, um monitor de transporte, equipamentos de neurocirurgia e apoio na instalação de leitos na UCO- Unidade Coronariana.

Nos anos de 2014 e 2015 a Instituição registrou também o repasse de R$800 mil provenientes de duas emendas parlamentares de autoria do deputado federal Antônio Carlos de Mendes Thame para aquisição de sete monitores multiparâmetros, três serras perfuradoras, dois cardioversores, um  monitor cardíaco contínuo para UTI, máquina lavadora ultrassônica para a Central de Esterilização de Materiais, arco cirúrgico e aparelho de Raio X portátil para o Centro Cirúrgico .

Em 2014, o Rotary Piracicaba doa equipamento à UTI Neonatal e reformula a Brinquedoteca Hospitalar. Ao longo de 2013, 2016 e 2017, o Poder Judiciário (Jec/Jecrim) repassou um total de R$138 mil à Santa Casa para aquisição de equipamentos para a UTI, equipamentos diversos para o Lactário, Setor de Higienização, Setor de Nutrição e Dietética e início da reforma do Almoxarifado Central.

Em 2015 a Instituição obteve apoio da Apap (Associação Piracicabana dos Artistas Plásticos) e do grupo de artistas PlainAir que, voluntariamente, pintaram a Pediatria do SUS. Foi o ano em que o Hospital recebeu 28 monitores cardíacos doados pela Raízen e cinco lifts de transferência, quatro balanças analógicas e 30 cestos adquiridos por meio de verba doada pelo poder Judiciário.

.

NOVA MESA DIRETORA – Além do provedor João Orlando Pavão, integram a Mesa Diretora da Santa Casa de Piracicaba, eleita para o triênio 2017/2020, o vice-provedor Alexandre Valvano Neto e os diretores Diovaldo Ângelo Pizzinatto, José Luis Alcarde, Adilson Toniolo e Cesar Marcon Storer; os mesários Adilson Zampieri, Joaquim Marth, Evandro Luiz de Almeida Haddad, Samir Tufic Arbex, Antonio Orlando Bertholdi Piacentini e José Pino; os suplentes Eduardo Paparotto Filho, Jenival Dias Sampaio, Leandro  Desuó, Valderes Perosse, Antonio Carlos Copatto, Luis Guilherme Schnor e Cezário de Campos Ferrari.

Integram o Conselho Consultivo da Instituição Wander Pereira Rossete Júnior, Ettore Geraldo Avolio,  Aldo Evandro Zulini,  Ary Marconi, José Rosário Losso Neto, João Baptista de Souza Negreiros Athayde, Salvador José Cassano, Valter Manoel Maroço, Waldemar Romano, Wolney Luis Stolf, Rinaldo Puia e Claudio Amary.

 

Por | 17/03/2017|

Clap, em Piracicaba, divulga oficina com a musicoterapeuta Hilara Crestana

Foto: Divulgação

Envelhecer com saúde e qualidade de vida é uma das principais propostas do Clap (Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba), que, pensando nisso, preparou a oficina “Cérebro Cantante”. A primeira aula é gratuita e ocorre nesta sexta-feira (17), das 9h30 às 10h30. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas pelos telefones (19) 3377.9332 e (19) 3377.9334.

A música é um dos temas com grande destaque no Clap, por ser uma forma de terapia que proporciona bem-estar. Por isso, o clima descontraído proporcionado pela musicoterapeuta Hilara Crestana, responsável pela oficina, é uma das principais características das aulas.

Entre os assuntos abordados, os participantes serão convidados a melhorar as habilidades da comunicação, memória, criatividade, expressão sonora e verbal, além do equilíbrio físico e mental. Com este trabalho, a musicoterapeuta Hilara espera ampliar o imaginário e o repertório gestual; liberar emoções; reforçar o autoconhecimento entre outras reações afetivas e emocionais do grupo.

Hilara Crestana é referência na área da música erudita piracicabana e também no campo da cura por meio da música. Exímia pianista, pedagoga e musicoterapeuta reconhecida, exerce suas ações nas dimensões terapêutica e institucional, sempre buscando a compreensão das complexas relações de aprendizagem, dos lugares e papéis de sujeitos em suas redes históricas e pela formulação de espaços e dispositivos adequados ao resgate e à promoção da aprendizagem.

.

SOBRE O CLAP – Com foco na faixa etária acima de 50 anos, mas aberto a todas as idades, as aulas do Curso de Atualização Permanente do Clap ocorrem as segundas e quartas-feiras, das 15 às 16h30. As turmas não são avaliadas por provas e não precisam realizar tarefas comuns do ensino formal. Nos demais dias da semana, permanece aberto com atividades diversas como oficinas, atividades motoras (ginástica preventiva e oriental, alongamento funcional, fortalecimento feminino, danças circulares, dança livre e ioga), palestras e cursos multitemáticos.

Idealizado pelas professoras Alessandra Cerri e Maristela Negri Marrano, especialistas em educação para a terceira idade, o ambiente do Clap estimula a saúde física, mental, espiritual, cultural, social e está estruturado em pilares científicos e cognitivos, construídos a partir de experiências pessoais e decorrentes do próprio convívio com grupos da melhor idade há mais de 12 anos. “Nosso objetivo é reunir pessoas de todas as idades para um envelhecer saudável”, dizem.

Localizado no bairro São Dimas, o Clap conta com sala de aula climatizada (capacidade para 60 alunos), recursos multimídia, recepção e instalações totalmente adaptadas em acordo com as normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) de acessibilidade.

Por | 15/03/2017|

Workshop em Piracicaba discute “judicialização da Saúde”

Foto: Reprodução

Será realizado nesta quinta-feira, 16, no Salão Nobre da Câmara de Vereadores, um workshop sobre judicialização da saúde, organizado pelo Conselho Regional de Farmácia de SP (CRF-SP), em parceria com a prefeitura de Piracicaba e a Ordem dos Advogado do Brasil de Piracicaba. O evento será das 8h30 às 17 horas e tratará do acesso a medicamentos e insumos de custo elevado pelos usuários SUS, por meio do Poder Judiciário, tendo como contraponto a limitação orçamentária do Poder Público.

“O processo de ‘judicialização da saúde’ vem interferindo não só no princípio da isonomia, conferindo privilégios àqueles que buscam o Poder Judiciário, em detrimento daqueles que aguardam tratamento padronizado pelo sistema. Não obstante, ainda, as referidas decisões interferem no princípio da separação dos poderes, na medida em que acabam por trazer despesas não previstas no orçamento público, especialmente num momento de crise financeira que assola não só o município, como todo o país. Fere ainda o princípio da Reserva do Possível, quando você não tem orçamento e precisa arrumar o dinheiro para atender uma decisão judicial” explicou Milton Sérgio Bissoli, Procurador-Geral do Município.

Para o workshop está prevista a participação de farmacêuticos, advogados, gestores municipais e estaduais, procuradores e outros profissionais da saúde. O objetivo, portnto, é discutir a melhor alternativa para atender ao direito individual sem prejudicar o coletivo. “Esse conflito merece uma reflexão aprofundada por parte das autoridades competentes a fim de evitar abusos e se encontrar mecanismos que equilibrem essa equação, sem prejuizo às partes envolvidas”, enfatizou Pedro Mello. Até na tarde de terça-feira já estavam inscritas 130 pessoas.

A abertura será feita pela diretoria do CRF-SP e autoridades locais. A Coordenadora da Assistência Farmacêutica, dra. Luciana Canetto Fernandes, vai apresentar a situação de Piracicaba e Capivari. Outros especialistas vão ajudar a subsidiar o debate, como o juiz de Direito e Coordenador do Comitê Estadual de Saúde, dr. Sylvio Ribeiro de Souza Neto. No final da tarde, às 16 horas, haverá um painel com a participação de todoso os expositores, que responderão a perguntas.

Por | 15/03/2017|

Santa Casa de Piracicaba alerta para os perigos da obesidade

Dr. Alex Gonçalves reforça a importância de hábitos saudáveis como forma de evitar a doença renal crônica – Foto: Divulgação

“Doença Renal e Obesidade – Estilo de vida saudável para rins saudáveis”. Com este tema, a Sociedade Brasileira de Nefrologia celebra o Dia Mundial do Rim,  9 de março, propondo ações que consolidem a campanha deflagrada em nível nacional para chamar  a atenção para as doenças renais, que atingem 10% da população mundial constituindo-se em grave problema de saúde pública.

A Santa Casa de Piracicaba reforça a mobilização, direcionando palestra a partir das 8 horas, no salão de convenções do Hospital, para  clientes do Centro de Prevenção e Promoção da Saúde/Saúde Inteligente, do Santa Casa Saúde, comunidade hospitalar e empresas parceiras interessadas em compartilhar as informações com seus colaboradores.

De acordo com o médico nefrologista Alex Gonçalves, responsável pela Unidade de Nefrologia da Santa Casa, o Brasil registra uma demanda crescente de  pacientes com problemas renais, fazendo com que o número de transplantes e de pacientes em diálise peritoneal ambulatorial avance em grandes proporções a cada ano.

“A Santa Casa é referência regional no tratamento às doenças renais crônicas e tem trabalhado em sua capacidade máxima, atendendo 198 pacientes que necessitam de hemodiálise e outros 37 pacientes em diálise peritoneal (tratamento em casa)”, disse o médico, lembrando que 80% dos casos são atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

De acordo com o nefrologista, a escolha do tema deste ano reforça que a  obesidade é um fator isolado que pré dispõe o indivíduo à doença renal, ao diabetes mellitus e à hipertensão arterial, quadro que em sua forma mais grave causa graves danos renais. “A obesidade é um potente fator de risco para o desenvolvimento de doenças renais”, disse Alex Gonçalves.

Apesar do grave alerta, a boa notícia é que tanto a obesidade quanto a doença renal crônica são evitáveis em grande parte. “Adquirir hábitos saudáveis com uma nutrição adequada, fazer atividade física, aferir a pressão arterial e manter a glicemia controlada, podem ajudar na prevenção da obesidade e doença renal”, explica o médico.

.

Você pode prevenir a doença renal:

A doença renal pode se desenvolver também em pessoas obesas com diabetes e hipertensão. Isso por que os rins precisam trabalhar mais, filtrando mais sangue que o normal para satisfazer as exigências metabólicas do aumento do peso corporal. O desequilíbrio de seu funcionamento causa a insuficiência renal crônica, que leva à perda lenta e gradativa do funcionamento dos rins, afetando órgãos do corpo humano, como coração, pulmões, músculos, estômago e cérebro. O aumento dessa função pode danificar o rim e aumentar o risco de desenvolver doença renal crônica (DRC) a longo prazo.

Desta forma, a obesidade é considerada uma grave epidemia mundial, que afeta tanto a população de países em desenvolvimento quanto a de países desenvolvidos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 1,4 bilhão de pessoas com mais de 20 anos estão acima do peso no mundo todo.

Um estudo divulgado em 2015 pelo Ministério da Saúde, abrangendo todas as capitais dos 26 estados brasileiros e o Distrito Federal, denominado de Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico) demonstrou dados alarmantes sobre o índice de obesidade no Brasil. Aproximadamente 52,5% da população brasileira estão acima do peso, sendo que em 2006 o excesso de peso dos brasileiros atingia 43%.

Segundo o nefrologista Alex Gonçalves, responsável pela Unidade de Nefrologia da Santa Casa, é preciso conscientizar a população a manter-se atenta com relação à probabilidade de desenvolvimento de doenças renais e a zelar pela saúde em geral. “Por isso, diante de sintomas como inchaço, falta de ar, emagrecimento e perda de apetite, dentre outros, o médico deve ser procurado”, orienta o médico.

Por | 09/03/2017|
Carregar mais conteúdo