Clap, em Piracicaba, divulga oficina com a musicoterapeuta Hilara Crestana

Publicado no dia 15/03/2017 às 16:23Por: Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação

Envelhecer com saúde e qualidade de vida é uma das principais propostas do Clap (Centro de Longevidade e Atualização de Piracicaba), que, pensando nisso, preparou a oficina “Cérebro Cantante”. A primeira aula é gratuita e ocorre nesta sexta-feira (17), das 9h30 às 10h30. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas pelos telefones (19) 3377.9332 e (19) 3377.9334.

A música é um dos temas com grande destaque no Clap, por ser uma forma de terapia que proporciona bem-estar. Por isso, o clima descontraído proporcionado pela musicoterapeuta Hilara Crestana, responsável pela oficina, é uma das principais características das aulas.

Entre os assuntos abordados, os participantes serão convidados a melhorar as habilidades da comunicação, memória, criatividade, expressão sonora e verbal, além do equilíbrio físico e mental. Com este trabalho, a musicoterapeuta Hilara espera ampliar o imaginário e o repertório gestual; liberar emoções; reforçar o autoconhecimento entre outras reações afetivas e emocionais do grupo.

Hilara Crestana é referência na área da música erudita piracicabana e também no campo da cura por meio da música. Exímia pianista, pedagoga e musicoterapeuta reconhecida, exerce suas ações nas dimensões terapêutica e institucional, sempre buscando a compreensão das complexas relações de aprendizagem, dos lugares e papéis de sujeitos em suas redes históricas e pela formulação de espaços e dispositivos adequados ao resgate e à promoção da aprendizagem.

.

SOBRE O CLAP – Com foco na faixa etária acima de 50 anos, mas aberto a todas as idades, as aulas do Curso de Atualização Permanente do Clap ocorrem as segundas e quartas-feiras, das 15 às 16h30. As turmas não são avaliadas por provas e não precisam realizar tarefas comuns do ensino formal. Nos demais dias da semana, permanece aberto com atividades diversas como oficinas, atividades motoras (ginástica preventiva e oriental, alongamento funcional, fortalecimento feminino, danças circulares, dança livre e ioga), palestras e cursos multitemáticos.

Idealizado pelas professoras Alessandra Cerri e Maristela Negri Marrano, especialistas em educação para a terceira idade, o ambiente do Clap estimula a saúde física, mental, espiritual, cultural, social e está estruturado em pilares científicos e cognitivos, construídos a partir de experiências pessoais e decorrentes do próprio convívio com grupos da melhor idade há mais de 12 anos. “Nosso objetivo é reunir pessoas de todas as idades para um envelhecer saudável”, dizem.

Localizado no bairro São Dimas, o Clap conta com sala de aula climatizada (capacidade para 60 alunos), recursos multimídia, recepção e instalações totalmente adaptadas em acordo com as normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) de acessibilidade.

Qual sua opinião? Comente!