Fórum discutirá a desburocratização para abertura de empresas em Piracicaba

Publicado no dia 13/03/2017 às 19:37Por: Assessoria de Imprensa

Acontece no próximo dia 23, das 8h às 12h, no auditório do pavilhão 14 do Engenho Central, o Fórum para Abertura Desburocratizada de Empresas em Piracicaba.

O Fórum – que tem organização da Prefeitura, por meio das Secretarias Municipais de Obras (Semob), Finanças (Semfi), Desenvolvimento Econômico (Semdec) e Governo (SMG) e apoio da Associação Comercial e Industrial de Piracicaba (Acipi), Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, de Material Elétrico, Eletrônico, Siderúrgicas e Fundições de Piracicaba, Saltinho e Rio das Pedras (Simespi) e Sindicato dos Contabilistas de Piracicaba (Sincop) – tem a intenção de discutir formas de desburocratização de abertura de empresas no município e de esclarecimento da responsabilidade de cada ente federativo neste processo.

Conforme explica o vice-prefeito e secretário municipal de Governo e de Desenvolvimento Econômico, José Antônio de Godoy, a redução da burocracia interna da Prefeitura em todas as áreas e a informatização, do que for possível, do serviço, está inserida no Plano de Governo da Administração. “Isso vai acontecer na Obras, na Finanças e, a abertura de empresa, se insere nesta desburocratização. Por isso a ideia do Fórum, para reunir usuários do serviço e também os operadores dele.”

Esta intenção de troca para elaboração de diagnóstico, que elenque as dificuldades de ambos os lados, está no formato que o Fórum terá. Serão três painéis para discutir o assunto.

O primeiro deles contará os usuários do serviço, que poderão externar as dificuldades sentidas no processo de abertura das empresas: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Simespi e Sincop integram esta primeira mesa.

A segunda e a terceira são de quem está do lado de cá do balcão e são responsáveis por definir as regras para que as empresas sejam abertas e quais condições devem cumprir para realmente funcionarem em condições adequadas e dentro da legalidade. Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e Secretaria Municipal de Trabalho e Renda (Semtre) integram o segundo e Secretaria Municipal de Obras, de Finanças e Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), o terceiro.

Ao final do evento, será elaborado documento que contenha as competências de cada ente federado e também as sugestões propostas para desburocratização. “Feito isso, montaremos uma comissão interna da Prefeitura para ver a viabilidade das mudanças e assim melhorar o processo de abertura de negócios na cidade”, frisou Godoy.

O Fórum é aberto para todos os interessados em saber como se abre uma empresa na cidade, mas tem foco em empresários, grandes, pequenos e micros e também para microempreendedores individuais (MEI) e contabilistas.

Qual sua opinião? Comente!