Barjas visita obra de remodelação viária na Vollet Sachs

Publicado no dia 13/01/2017 às 06:07Por: Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação

O prefeito Barjas Negri esteve na rotatória sobre o ribeirão Piracicamirim, que liga as avenidas Professor Alberto Vollet Sachs, Carlos Martins Sodero e Cassio Paschoal Padovani, na manhã desta quinta-feira 12), para acompanhar a conclusão do alargamento das duas pontes. Equipes realizam obras de drenagem para preparar o trecho para pavimentação. O valor do investimento é de R$ 3,1 milhões.

Barjas falou sobre a importância dessa obra de mobilidade viária, que é semelhante à da rotatória da avenida Piracicamirim com avenida Alberto Vollet Sachs. “Aqui há uma confluência entre duas grandes avenidas, com circulação intensa de veículos todos os dias. O alargamento das pontes, juntamente com a melhoria viária, trará segurança e vai proporcionar que o fluxo de veículos seja mais rápido”, explicou.

No início da manhã de ontem, os trabalhos preparativos para a pavimentação das pontes e recapeamento do entorno foram iniciados. Para garantir a drenagem da área, máquinas fizeram o nivelamento do terreno, bocas-de-lobo foram realocadas e nova tubulação será instalada para que haja melhor captação das águas de chuva.

Para agilizar a obra, a Secretaria Municipal de Obras (Semob) contratou mais de uma empresa. O secretário da Pasta, Arthur Ribeiro, explicou que o prazo previsto para conclusão da rotatória é de 60 dias, mas poderá ser alterado, dependendo do período de chuvas.

.

INTERDIÇÃO – Nessa fase de pavimentação e drenagem haverá interdições pontuais, de apenas uma faixa de rolamento para que não haja transtornos no trânsito. Porém, a orientação é para que os motoristas evitem usar a rotatória nesse período de obras.

.

RAIO-X – A obra consiste em alargamento das duas pontes, remodelação viária com encaixe do sistema viário antigo às pontes remodeladas no cruzamento das avenidas, construção de passarelas para pedestre, paisagismo, pavimentação, sinalização vertical e horizontal e instalação de semáforos. O empreendimento é realizado pela Obragem Engenharia e Construções Ltda e Comimpa – Comércio, Mineração e Pavimentação Eireli.

Ao todo, serão utilizados 602 m³ de concreto, 89,5 toneladas de aço, 2.700 m² de forma e 1.388 m³ e gabião (material feito com telas metálicas preenchidas com pedras) e 261 metros de tubulação, 732,50 metros de guias e sarjetas, 12.685 m² cd pavimentação para recape e asfalto novo, 2.650 m² de grama para o paisagismo e 920m² de passeio público (calçadas).

Qual sua opinião? Comente!